quinta-feira, 18 de maio de 2017

BRT Oeste em Taguatinga deve 'sair do papel' ainda em 2017, anuncia GDF

17/05/2017 - G1 DF

Obra está na fase de compra dos ônibus, segundo governo. Anúncio ocorreu durante vistoria da Ligação Torto-Colorado; outras 12 obras foram divulgadas.

Por Luiza Garonce

Obras da Ligação Torto-Colorado, em Brasília, devem ficam prontas em agosto de 2018 (Foto: Luiza Garonce/G1)
Obras da Ligação Torto-Colorado, em Brasília, devem ficam prontas em agosto de 2018 (Foto: Luiza Garonce/G1)

O BRT Oeste, uma das promessas de governo de Rodrigo Rollemberg, “vai sair do papel” até o final de 2017, segundo o secretário de Mobilidade, Fábio Damasceno. A obra promete ligar Taguatinga ao Plano Piloto. O anúncio ocorreu na manhã desta quarta-feira (17) durante vistoria do GDF às obras da Ligação Torto-Colorado.

De acordo com Damasceno, o projeto do BRT concluiu as etapas de construção da faixa exclusiva na EPTG e das estações nos canteiros centrais, mas ainda faltam os ônibus.

“Já estamos na fase de aquisição. Acreditamos que [o BRT Oeste] comece a operar ainda neste ano.”
O BRT Norte, no entanto, ainda não tem previsão para ser construído. Segundo o secretário, a obra aguarda financiamento do governo federal. Outra intervenção esperada na mobilidade da capital, a expansão do metrô de Samambaia e da Asa Norte, também não tem prazo para ser inciada.

“Aguardamos resposta do Ministério de Cidades sobre a liberação orçamentária, mas estamos prontos para licitar”, disse o diretor-geral do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), Henrique Luduvice.

Governador Rodrigo Rollemberg e diretor-geral do DER, Henrique Luduvice, fazem vistoria da Ligação Torto-Colorado (Foto: Luiza Garonce/G1)
Governador Rodrigo Rollemberg e diretor-geral do DER, Henrique Luduvice, fazem vistoria da Ligação Torto-Colorado (Foto: Luiza Garonce/G1)

Torto-Colorado

O projeto iniciado em 2014 e interrompido durante 15 meses por falta de recursos do governo tem previsão de conclusão para agosto do ano que vem, segundo o DER. O complexo viário se estenderá entre o Balão do Torto e o Balão do Colorado, com seis pistas.

Durante a visita, Rollemberg anunciou outras 12 que foram iniciadas, entre ciclofaixas, pontes e viadutos. Todas elas, segundo o DER, serão construídas por meio de financiamento do BNDES de R$ 350 milhões. Somente a Ligação Torto-Colorado foi orçada em R$ 200 milhões.

Entre as novidades anunciadas está a construção de uma ciclovia de 25km nos dois sentidos da Estrada Parque Taguatinga (EPTG). A obra estava prevista no plano de 80 ações em mobilidade urbana anunciado pelo governo em maio do ano passado. “Uma das vias mais importantes de ligação com o Plano Piloto vai ter segurança para os ciclistas irem trabalhar”, disse Rollemberg.

A previsão de conclusão no plano original é no mês que vem. No entanto, o secretário de Mobilidade informou que o projeto passará por mudanças, que serão anunciadas em julho. Com isso, prazos e número de obras devem ser alterados.

Governador Rodrigo Rollemberg e representantes do governo anunciam 12 obras em mobilidade urbana inciadas no DF (Foto: Luiza Garonce/G1)Governador Rodrigo Rollemberg e representantes do governo anunciam 12 obras em mobilidade urbana inciadas no DF (Foto: Luiza Garonce/G1)

Governador Rodrigo Rollemberg e representantes do governo anunciam 12 obras em mobilidade urbana inciadas no DF (Foto: Luiza Garonce/G1)

Outras ciclovias também serão construídas na DF-039, na divisa do Gama com Val Paraíso com cerca de 9km, e na DF-001, com 12,5 km de extensão próximo ao Lago Oeste – esta ainda vai passar por recapeamento.

As obras também incluem a reforma do viaduto Camargo Corrêa, que interliga o Eixão Sul à via de acesso ao aeroporto, a conclusão da Ponte Padre Lúcio, entre Brazlândia e Águas Lindas, a construção de uma passarela de pedestres na BR-020 e de pontes sobre o Rio Descoberto – na BR-080 e sobre o Córrego Alagado, na DF-290.

A pavimentação do anel viário, também prevista no plano de ação do governo, foi anunciada como “projeto aprovado” nesta quarta, mas ainda não há previsão de data para execução. A obra vai pavimentar 321 quilômetros de vias construídas nas marginais das principais rodovias do DF para desafogar o trânsito.

Com a mesma finalidade, será construída uma via marginal na Estrada Parque Aeroporto. Acessos a escolas rurais do DF estão incluídos nos projetos aprovados do GDF, mas, igualmente, não há previsão para início das obras.

Ações de mobilidade

Algumas das medidas anunciadas nesta quarta (17) fazem parte das 80 ações no setor de mobilidade urbana anunciadas pelo governo em maio de 2016, com o objetivo de desafogar o trânsito nas vias da capital.

O custo total estimado era de R$ 6 bilhões e deve ser mantido mesmo com a inclusão de novos projetos, segundo o secretário de Mobilidade, Fábio Damasceno. “Conseguimos recurso para algumas obras, não conseguimos para outras e isso balanceou os gastos.”

Até maio, 34 medidas previstas no plano deveriam ter sido entregues, sendo 20 obras e 14 projetos. Damasceno não informou quantas foram entregues, mas disse que a secretaria está fazendo uma avaliação do plano para mensurar o andamento de cada uma delas. O balanço deve ser divulgado em julho.

“Tem obras novas que entraram [no plano], estamos fazendo ajustes, vamos ter outros lançamentos em junho, principalmente para ciclistas e quanto ao bilhete eletrônico.”